Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2015

OS TRASGOS DO SENHOR ENGENHEIRO

- E ainda há a questão dos trasgos, senhor engenheiro! - Trasgos, que trasgos?! - Então, dizem que ainda há trasgos a viver aí pró rio… - Trasgos, que é isso, trasgos?! - Ora, senhor engenheiro, são trasgos! O homem olhava fixamente para o Rui, desarmado perante aquela dificuldade. Então o senhor engenheiro não haveria de saber o que eram trasgos?! Afinal, com um curso de universidade, a andar ali pela aldeia já há tantos anos e não sabia o que eram os trasgos?! Tirou o chapéu, semicerrou os olhos, ajeitou a melena que se lhe ensopava com o suor, sentiu uma breve aragem a soprar sobre a humidade e a arrefecer-lhe a testa. Agradável. Voltou a pô-lo e olhou para o rio, lá muito ao fundo, correndo miúdo entre os pedregulhos, como se não existisse. Não se ouvia um ruído de água, só o vento restolhando nas giestas e silvas, numa ou noutra amendoeira de verde empoeirado que mal sobrevivia naqueles tons torrados de Agosto. O Rui pousou a mão numa rocha quente, de que se destacaram alguns p…